Fios de Sustentação Facial – Sutura Silhouette

Os fios de sustentação facial do tipo Sutura Silhouette são indicados para o tratamento dos primeiros sinais de perda da definição nos contornos faciais. Não substituem a cirurgia plástica, mas são uma alternativa para pacientes que ainda não tem indicação de um lifting facial ou pacientes que não querem se submeter a um procedimento mais invasivo. Composto por ácido poli-L-lático, material que é reabsorvido pelo corpo entre 12 e 18 meses, se fixa ao tecido celular subcutâneo (gordura) através de pequenos cones,  apresentando também a capacidade de estimular a produção de colágeno na região tratada, promovendo uma melhora da qualidade da pele a longo prazo.

PRINCIPAIS INDICAÇÕES:

  • Flacidez leve a moderada da face;
  • Perda do contorno da região mandibular;
  • Melhora dos sulcos faciais como o “bigode chinês (do nariz ao canto da boca) e as “linhas de marionete” (do canto da boca até a lateral do queixo);
  • Elevação das sobrancelhas;
  • Melhora da textura da pele.

CONTRA-INDICAÇÃO:

  • Gestantes;
  • Flacidez excessiva;
  • Pele extremamente fina ou muito grossa;
  • Pacientes com excesso de tecido adiposo na face.

TEMPO DE PROCEDIMENTO:

  • 40 – 60 minutos.

DESCONFORTO

  • A dor é leve somente no momento do procedimento.
  • É realizada anestesia local no próprio consultório.

REAÇÃO ESPERADA:

  • Edema (inchaço) leve no dia do procedimento e no dia seguinte.
  • Hematomas (manchas roxas) podem ocorrer e costumam desaparecer dentro de 7 – 10 dias.
  • Às vezes ocorre uma leve dobra da pele ou retração pontual que desaparece dentro de alguns dias.
  • É comum uma sensação de repuxamento local nas primeiras semanas.
  • A maquiagem é liberada logo após o procedimento, exceto nos locais de entrada do fio onde são mantidos pequenos curativos (micropore).

CUIDADOS PÓS-PROCEDIMENTO

  • Dormir de barriga para cima por 2-3 semanas após o procedimento;
  • Compressas geladas nas primeiras 24h;
  • Evitar massagens faciais e cirurgias dentárias por 3 semanas;
  • Evitar esportes de alto impacto por 3 semanas.

TEMPO DE RETORNO AS ATIVIDADES HABITUAIS:

  • Imediato.

* Os tratamentos são individualizados e devem ser discutidos e programados na consulta médica.

* A combinação com outros procedimentos pode ser necessária para atingir um melhor resultado no tratamento.